51 3661 1224 atendimento funerário 24h

Cremação


A cremação é uma tendência mundial, uma prática que preserva o meio ambiente e ameniza os problemas da lotação cemiterial, além de ser uma forma inteligente e bonita de eternizar sua memória.

Através de convênio de prestação de serviços com os principais Crematórios do Estado do Rio Grande do Sul. Estamos aptos a prestar todos serviços que envolvem o procedimento de cremação.

COMO É O PROCESSO DE CREMAÇÃO?

1)CERIMONIAL DE DESPEDIDA
Após o velório tradicional e a última homenagem de amigos e familiares, o corpo é transportado para o crematório.

2)METAIS E VIDROS REMOVIDOS
Retiram-se as alças de metal e vidros da urna.

3)CÂMARA FRIA
Por lei, deve-se aguardar 24 horas após o óbito antes de dar início à cremação propriamente dita. Enquanto não é cremado, o corpo permanece em uma câmara fria.

4)MOMENTO DA CREMAÇÃO
O caixão com o corpo é colocado em um forno de combustão rápida e não poluente em uma temperatura de 1.200 graus.

5)SEM FUMAÇA E SEM ODOR
A câmara primária é o local onde é feita a queima do corpo. Este processo libera gases que são sugados e queimados na câmara secundária a uma temperatura máxima de 1.200 graus.

6)NO FINAL APENAS RESTOS CREMADOS
As cinzas de um adulto pesam entre 1kg e 1,8kg e são recolhidas por uma abertura no forno. Em seguida são homogeneizadas, colocadas em uma urna cinerária e entregue a família.

7)ENTREGA DAS CINZAS
No momento em que os restos cremados forem disponibilizados, a equipe de atendimento da Hoffmeister Serviços Funerários entra em contato para que um dos familiares se dirija até a empresa para retirar as cinzas.

• QUANDO PODE SER REALIZADA?
O procedimento de cremação apenas pode ocorrer em casos de morte natural com as causas da morte explícitas e com a assinatura na declaração de óbito de dois médicos.

• QUANDO NÃO PODE SER REALIZADA?
Em casos onde o falecimento tenha ocorrido por morte violenta, ou seja, homicídio, suicídio, acidente de trânsito ou qualquer tipo de morte sob suspeita, a cremação de corpos é proibida judicialmente. Nestes casos a cremação só poderá ocorrer com autorização judicial, neste caso o juiz da comarca onde ocorreu o óbito terá que fornecer a autorização.

• QUEM AUTORIZA A CREMAÇÃO?
Para ocorrer à cremação é necessária a autorização de dois familiares. É importante salientar que no momento do óbito nossa equipe de atendimento irá verificar o ciclo familiar do falecido para que se possa determinar quem serão os autorizantes.

• QUAL O DESTINO DAS CINZAS?
O destino dos restos cremados é uma decisão da família, onde além de poderem ser colocadas em lóculos cinerários ou sepultadas em algum jazigo da família também podem ser espargidas em um local onde a pessoa falecida gostava de estar, como por exemplo: mar, jardim, montanha entre outras infinidades de locais.